sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

"Serial Killer" estuprador dá baile na polícia mineira há mais de 7 anos

Por Cecília Olliveira

“Parece que ele parou de agir”, diz Margareth Freitas, delegada que cuida do caso de um estuprador que ataca mulheres há pelo menos sete anos e já fez mais de 20 vítimas na região metropolitana de BH .

E a pergunta se repete: A polícia brasileira está pronta para caçar serial killer?

  • Em entrevista a Veja, Ilana Casoy, a maior especialista brasileira em serial killers, faz um perfil dos assassinos em série do Brasil e fala se a polícia está aparelhada, ou não, para caçar um serial killer. Assista aqui.

Ele se tornou o maior criminoso em série da história policial de Minas. E ainda não foi preso. Anda sempre de rosto coberto e usa uma faca. O máximo que se sabe sobre ele é que, como contam as vítimas, ele e é moreno e tem uma tatuagem. Enquanto o criminoso continua sem identificação, as mulheres da região onde ele atua vivem apavoradas.

Veja o vídeo


video

Vale lembrar que o serial killer é um assassino em série (as vezes conhecido pelo nome em inglês serial killer) é um tipo de criminoso de perfil psicopatológico que comete crimes com uma certa frequência, geralmente seguindo um modus operandi e às vezes deixando sua "assinatura", como por exemplo coleta da pele das vítimas - no caso de Ed Gein. Curiosamente, os Estados Unidos, com menos de 5% da população mundial, produziu 84% de todos os casos conhecidos de serial killers desde 1980.

Um comentário:

  1. No mesmo sentido observem o vídeo abaixo e o artigo sobre serial killers no Brasil que escrevi:

    Vídeo:
    http://www.youtube.com/watch?v=98pDePxqZ_Y

    Artigo:
    http://www.novacriminologia.com.br/Artigos/ArtigoLer.asp?idArtigo=2397

    Ateniosamente,

    Lélio Braga Calhau
    Promotor de Justiça, MG.

    ResponderExcluir

Mais Lidos